Cão Velho Entre Flores

C o Velho Entre Flores Sob uma cidade adormecida e tendo a Segunda Guerra Mundial como pano de fundo uma fam lia escuta as novidades da frente de batalha Com elas agudizam se as tens es e obrigam o dio e o amor a coexist

  • Title: Cão Velho Entre Flores
  • Author: Armando Baptista-Bastos
  • ISBN: null
  • Page: 327
  • Format: Hardcover
  • Sob uma cidade adormecida, e tendo a Segunda Guerra Mundial como pano de fundo, uma fam lia escuta as novidades da frente de batalha Com elas, agudizam se as tens es e obrigam o dio e o amor a coexistir debaixo do mesmo tecto.Com a morte do av , Manuel parte descoberta da cidade Guiada por uma imensa delicadeza e sensibilidade narrativas, um mundo deslumbrante e ao meSob uma cidade adormecida, e tendo a Segunda Guerra Mundial como pano de fundo, uma fam lia escuta as novidades da frente de batalha Com elas, agudizam se as tens es e obrigam o dio e o amor a coexistir debaixo do mesmo tecto.Com a morte do av , Manuel parte descoberta da cidade Guiada por uma imensa delicadeza e sensibilidade narrativas, um mundo deslumbrante e ao mesmo tempo cruel e doloroso vai se revelando a esta crian a aflita Retrato subtil de uma grande cidade com esp rito de pequena aldeia, dos seus habitantes e das suas ang stias e desencantos e de um quotidiano feito de pequenas intrigas e trag dias familiares, C o velho entre flores ressuscita uma poca singular na Hist ria de Portugal, mas confirma, sobretudo, a maestria narrativa de um dos maiores escritores portugueses.

    One thought on “Cão Velho Entre Flores”

    1. Acho que nunca tive tantas dúvidas em classificar um livro Na primeira vez que lhe peguei andava a arrastá-lo (ou a arrastar-me por ele?) e desta segunda vez fiquei fascinada!A escrita é fabulosa, embora para muita gente (como a mim, ao princípio) possa parecer chata. Há pouca acção, muitas descrições, muitas palavras desconhecidas - a fazer-me lembrar, por vezes, Mia Couto, só que as que Baptista-Bastos utiliza estão mesmo no dicionário - quase todasA história passa-se na juventude [...]

    2. Este livro consegue transportar-nos ao tempo em que Lisboa era diferente, a vida mais lenta e os campos, azinhagas e hortas mais próximos da cidade, misturando-se com ela. Tenho uma ideia vaga de ser miúda e das avenidas novas, dos olivais e do parque expo serem zonas em que as casas e os prédios se cruzavam com campos e baldios e esta história, embora bastante mais recuada no tempo, trouxe-me essas memórias. Gostei, mas não me encheu as medidas.

    3. Por desconhecimento e ignorância confesso que nunca levei muito a sério Baptista-Bastos como escritor. E foi um erro, pois foi um escritor bem interessante com uma escrita bem trabalhada e criativa. Recomendo.

    Leave a Reply

    Your email address will not be published. Required fields are marked *