Comunidade

Comunidade Comunidade estendida na cama v se lhe o peito subir e descer est viva Seio nu moleirinha latejante Lina Paulo Eduardo s o pe as do mecanismo uno e org nico Cresce o texto alimentado pela vida

Steam Community Community Hubs are collections of all the best community and official game content as rated by users. Home Microsoft Power BI Community Welcome to the Power BI Community Connect, learn and discuss with business intelligence experts and peers If you re new here, read the Getting Started post. We would like to show you a description here but the site won t allow us. Facebook Log In or Sign Up Create an account or log into Facebook Connect with friends, family and other people you know Share photos and videos, send messages and get updates. Comunidade Israelita do Porto The Jewish Community of Oporto is a legally constituted organisation based in Portugal that includes about two hundred fifty Jews and multiple departments. Microsoft Educator Community home Microsoft in Education Your Account Does not Exist Please sign in with your Office or Microsoft personal account. Comunidade Catolica Brasileira em NYC A Comunidade Brasileira de Manhattan esta atualmente sediada na Igreja da Pompia, localizada na Carmine Street Missas em portugues aos domingos Ligue News Disney Club Penguin Island Get the latest news and updates from Disney Club Penguin Island collection of jan aman, le duchamp by rafal le duchamp by rafael rozendaal newrafael, collection of jan aman janaman, code by reinier feijen boxofchocolates Policies YouTube Policies and Safety When you use YouTube, you join a community of people from all over the world Every cool, new community feature on YouTube involves a certain

  • Title: Comunidade
  • Author: Luiz Pacheco
  • ISBN: null
  • Page: 101
  • Format: None
  • Comunidade, estendida na cama, v se lhe o peito subir e descer, est viva Seio nu, moleirinha latejante, Lina, Paulo Eduardo, s o pe as do mecanismo uno e org nico Cresce o texto, alimentado pela vida da Comunidade, alimenta o rec proca Brota a vida de dentro dos corpos, respira por cinco pulm es, quatro cora es jovens, segura a uma m o ncora de carne O corpo u Comunidade, estendida na cama, v se lhe o peito subir e descer, est viva Seio nu, moleirinha latejante, Lina, Paulo Eduardo, s o pe as do mecanismo uno e org nico Cresce o texto, alimentado pela vida da Comunidade, alimenta o rec proca Brota a vida de dentro dos corpos, respira por cinco pulm es, quatro cora es jovens, segura a uma m o ncora de carne O corpo uma coisa t o velha como a humanidade, n o h que escond lo, come a a a liberdade A mi da deitada de punhos cerrados j a adivinhar ideais.

    One thought on “Comunidade”

    1. Um vómito de grito. Triste, desolador, de uma força descomunal (Pacheco provavelmente diria : "do caralho"). Esta é talvez a verdadeira beleza de um diamante bruto, aglutinadora e paradoxal. Tão breve que pode relido vezes sem conta, e levado na mala do coração."Sinto obscuramente, porém com que certeza, que sou o elo duma cadeia eterna, a começar sabe-se lá onde ou quando, a findar talvez nunca mais, e que não a traí; submisso à Lei. Alegre e cheio de pavor. Tocando com as mãos, t [...]

    2. Prosa ou Poesia?Ficção ou Realidade?Profundo e Belo!”Não sei nada. Duvido de tudo. Desci ao fundo dos fundos, lá onde se confunde a lama com o sangue, as fezes, o pus, o vómito; fui até às entranhas da Besta e não me arrependo. Nada sei do futuro, e o passado quase esqueci. Li muito e foi pior. Conheci gente variada nesta Viagem."Luiz Pacheco, Comunidade

    3. Sem a dignidade do sangue quente que gira pelas veias e artérias, ora escuro ora mais oxigenado,mas com a gravidade do que esguicha, raivoso, ou escorre, devagar, delicado, das feridas, sangue que vem lá de dentro do corpo com uma força definida, uma coisa a dizer, um sintoma a revelar. Uma voz,se preferem.

    4. Um livro provocatório e ao mesmo tempo muito interessante, a que não se consegue ficar indiferente. Cada frase nos dá motivos para pensar e as ilustrações de Cruzeiro Seixas que o acompanham são também belíssimas. Pequeno mas poderoso.

    5. ComunidadeEpá, belíssima obra, da maiúscula ao ponto. Prosa poética contingente ao meu estilo de escrita, ou para parecer mais modesto, ao meu gosto! Cada parágrafo defende uma ideia forte, cada frase tem um pensamento marcante, e cada palavra escreveu-se tal e qual como penélope teceu. Vagarosa mas ardentemente. Como um despertar. Como a vinda da Primavera, que lentamente incendeia o céu de madrugada.

    6. Um livro que não celebra a miséria, mas demonstra que mesmo aí a felicidade é possível, intensa. Uma obra prima.

    Leave a Reply

    Your email address will not be published. Required fields are marked *